Pano de fundo

... o cenário se fez:  a claridade deu passagem à penumbra  leitosa que invadiu o sobrado. Da sacada, pensativo, viu-se preso à vertigem de um olhar saudoso.
O cenário se fez: deitou-se na rede e embalou os seus desejos. Adormeceu e sonhou.
Sonho de lembranças
Sonho de esperanças
Sonho de possibilidades
Acordou e não acreditou. Esperou mais uma vez a lua e com ela embalou seus desejos até adormecer.
Mais uma vez o cenário se fez... Inutilmente.


Paulo Francisco

3 comentários:

✿ chica disse...

LINDO demais! abração,chica

lis disse...

... não tão inutilmente_ estava nele,sonhando.
E vim correndo retribuir os beijinhos_ afinal não é todo dia ...
hoje vai muitos muitos rs

Ivone disse...

Ah, sonhar, é tão bom sonhar, mas melhor mesmo é poder realizar todos os sonhos!
Lindo isso, abraços amigo poeta!