Leitura

Ultimamente estou Galeano muito. Galeio em qualquer lugar: na esquina, no bar, na fila do banco. Hoje soltei uma gargalhada no meio da sala de espera de uma clínica. Todos olharam para as minhas mãos querendo saber de quem era o livro que me fazia tão bem. Não me intimidei, voltei a lê-lo colado à cara. Gosto de compartilhar e deixei que todos lessem: Eduardo Galeano.

Paulo Francisco

2 comentários:

Paula Barros disse...

É ótimo quando uma autor, um livro, no encanta, nos leva a sorrir. E é bom compartilhar.
beijo

Crista disse...

ksksksksks...Propaganda é a alma do negócio...rsrsrsrs...
Amei essa estratégia!
Beijão...