Separação

Deixo pra ti as boas lembranças. As más ficam comigo. Prefiro assim. Uma maneira de tentar limpar os canais coronarianos. Afinal não é todo dia que encontramos um coração duro.  O meu, que é vagabundo, bate em sístole e diástole: amor para amar, amar por amor. Coração verdadeiramente vagabundo que corre na estrada da vida à procura de outro vagabundo, mas que seja verdadeiro e não esquálido.


Paulo Francisco

Nenhum comentário: