Por causa da flor

¨Passando pelo blog da Lis,encontrei isso:

"O híbisco ou graxa de estudante é a flor de minha infância... só mais tarde, bem mais tarde, descobri que era uma flor hermafrodita e foi com ela que aprendi a descobrir os órgãos das flores¨

Quando abri o meu blog, encontrei este recado de Rosane Marega. Foi um comentário que deixei no blog da Lis. Tinha uma citação e a fotografia de um hibisco.

Realmente, o hibisco é a flor de minha infância. Lembro-me que andava, ainda segurando a barra da saia de minha mãe e admirando as cercas-vivas de hibisco, que enfeitavam toda a rua.

Disputava com as abelhas e formigas sua seiva.

Toda vez que vejo uma dessas cercas remeto-me para uma idade de inocência – mesmo sendo uma peste, segundo os adultos daquele tempo.

Ficamos encantados quando dissecamos o hibisco e descobrimos seus órgãos reprodutores. O professor aproveitou par explicar sua estratégia de polinização – Foi o máximo! Aprendemos a identificar outras flores, uma que achei interessante foi a flor da aboboreira – tem a flor macho e a flor fêmea.

O homem aceita com tanta naturalidade o fato de uma planta ser hermafrodita, de ter os dois sexos e, no entanto, fica de pé atrás com um homem ou uma mulher ser gay ou bissexual. Será que isto acontece porque os professores na hora de ensinar os órgãos reprodutores das flores ficam somente no vegetal e não transportam o conhecimento para um campo mais amplo? O mundo não seria bem melhor se tivéssemos aprendido, de maneira clara, sobre a sexualidade humana, quando ainda não temos tanto preconceito? Criança aceita e entende melhor. Por certo teríamos menos homofóbicos neste mundo. Menos intolerância. Acredito.

OK!! Confesso quando vejo duas gatas se beijando fico triste por causa da estatística daquele exato momento: ¨menos duas!¨ penso como macho e não como homem. Mas nunca com raiva (seria ridículo!).
E ultimamente, tenho visto muito tal cena. Aplaudo a coragem de serem livres e se beijarem em público, sem o menor constrangimento – coisa que há algum tempo seria abominável.

É Rosane Marega, o hibisco e uma flor hermafrodita, como várias outras e nós, humanos, infelizmente somos ignorantes em tantas coisas que naturalmente nos cercam. Não é ?


Paulo Francisco



Nenhum comentário: