Esconderijo

Nesta manhã de nuvens chorosas me guardo em pensamentos. Dia de contemplação. Contemplo o teu olhar guardado em mim.

Em manhãs cobertas por véu de noiva me deito em sonho. Transpasso meu sentir e chego do outro lado do pote de ouro. Em manhãs assim, desvario. Faço e refaço caminhos. Chego até você.

Sempre fui um grande viajante do tempo. Minhas viagens eram transcendentais. Viajava em naves espaciais com ETs criados por mim – nunca eram tão feios como nos filmes. Conseguia me ver em grandes caravanas em zonas áridas – verdadeiros desertos.

Cresci e não consegui me livrar dessas viagens transcendentais. Passaram a ser mais coloridas, mais alegres - mas eram ainda minhas viagens.

Mais tarde, já adulto, pareceu-me que este lado aluado de pensar acabaria. Que nada, ele se transformou em pensamentos desejados. Vontades a serem adquiridas - Passei a escrever. Criava paisagens, sentimentos, rostos e amores. Criava, inventava. Era real dentro das minhas possibilidades. Minha invencionice tinha relevo, curvas, brilhos e muita, muita, muita cor. Tornei-me pintor de mim mesmo.

E nestas manhãs de nuvens chorosas me guardo em abrigos. Sou mais pó. Sou fácil de ser levado ao léu. E pra que isto não aconteça, penso em asas e correntes termais. Transporto-me para além das montanhas; pra além das nuvens densas. Para além de pensamentos esquálidos. Transporto-me em luzes suaves de ton-sur-ton. Chego ao meu destino em pouso tranquilo. Deito em seu colo. Durmo em seu peito.

Mas pra que tudo isto aconteça, em dias assim, tenho que ter o seu olhar dentro de mim.

Nestas dias de nuvens chorosas me guardo em ti.



Paulo Francisco

6 comentários:

Paula Barros disse...

A sua escrita é muito linda. E muitas vezes me transportas.


abraço

Milene Lima disse...

Só de se ter dentro de si a saudade de um olhar de amor, acordar todos os dias é suave e bom.

Texto muito lindo.
Incrível como você e as palavras se amam.

Beijo.

Paula Barros disse...

(Comentando seu comentário) É, Paulo Francisco, já percebi que você não se estende nos comentários, é econômico. Tenho vontade de matá-lo quando coloca só, Lindo!
Mas também já percebi que você desenvolve alguns lindos textos a partir do que ler.
Admiro sua escrita.
De vez quando fico econômica nos comentários, e levo comigo a emoção do que li.
beijo

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Meu amigo

Passando para agradecer a sua visita ao meu cantinho.
Quanto ao texto, como sempre profundamente tocante.
Nesta altura de festas é quando nos lembramos mais de quem temos dentro do coração.

Um beijinho
Sonhadora

Helena disse...

Paulo, confesso que cheguei até aqui movida pela curiosidade dos teus comentários e diálogo com a Paula. E agora sinto-me perdida entre tanta coisa bonita para ler. Tens realmente a poesia na ponta dos dedos... lindo ler-te! Esconderijo e Secretamente sim, dois primores de texto. Li outras postagens: Não venha onde estou, muitas vezes isto acontece comigo também! Quero ficar quietinha no meu canto. O post Ao vento simplesmente lindo, também fico constrangida quando encontro uma pessoa que me reconhece, sabe muito de mim, e eu fico com cara de paisagem, até sem graça, tentando lembrar de onde conheço a figura. Maioria das vezes, quase ao final do encontro, consigo lembrar-me. Aí é aquela profusão de comentários como a redimir-me do esquecimento inicial. Mas não gostei de Revés, fez-me mal ler. Tenho a mania de transportar-me para a situação descrita, vai daí... Apesar do texto muito bem escrito, não gostei! Sensacional o texto sobre as 'meninas oferecidas'. Foi o que pude ler e que o tempo deixou. Voltarei, se permitires, para ler mais. Peço desculpas pelo alongado do comentário, mas não consigo ser concisa quando algo me agrada. Vou entender se tiveres a curiosidade de querer conhecer meu espaço e deixar simplesmente um comentário assim: Gostei! Vale também um Não gostei! Aceito tudo que vem do coração! Grata pelo tempo que estive aqui, saiba que foi extremamente agradável.
Deixo-te sorrisos, um punhado de estrelas, e os votos de um Natal iluminado de alegria e Paz. Que 2014 chegue com muitas realizações.
Com carinho,
Helena

Paula Barros disse...

Voltando. Lendo o comentário de Helena, que legal ela ter vindo aqui. Ela consegue ler com muita atenção o que escrevemos, interage bem.
Quanto o seu comentário, do comentário, adorei.
E assim vamos caminhando para mais um ano de visitas blogais. Que 2014 traga muitos dos seus sonhos, desde que sejam para o seu bem, e muita inspiração, e aí, é porque me faz bem. Sorriso para ti.
Um beijão e um abraço apertado.