Fatal


Imagem relacionada

Não queira saber o que estou sentindo. Não me peça para revelar o que em mim está guardado por tanto tempo. Sou ave presa à espreita de uma fresta. Um dia, quem sabe, saberás o que em mim ficou e se sobrou alguma coisa de nós dois. Quando se olha para trás, perde-se o que está vindo. Sigamos! Mesmo que numa paralela. Revisito somente o que em mim deixou claridade. Não é o caso!

Nem sempre estamos preparados para darmos de cara com a Monga. Não é mesmo?! O espelho jamais revelará a alma. Fora tão superficial tudo aquilo, mas que só agora eu percebo a perda de tempo - fora tudo ilusão. Pura física. Nada além disso.

Às vezes para atravessar o desconhecido temos que nos equilibrar num fio não muito resistente – faz parte do perigo (ou da vida). Lá estava a aranha em sua teia, do outro lado do abismo, à espera de seu visitante. Depois de seu propósito, a morte é certa. Faz parte de sua natureza. Dela e de muitas outras.

Ela sabia que não era amor, mas fingiu ser. Ela sabia que não duraria, mas fingiu eternidade. Ela não tinha oito pernas, mas o enlaçava como se tivesse. Ela sabia o que queria, mas fingiu ingenuidade. E depois de seu propósito, diferente do aracnídeo, amputou os seus membros. Faz parte de sua natureza, abandonar quem lhe quer bem. No caso da aranha, o macho sempre sabe que não sobreviverá.

Como sei que nem sempre vou estar preparado para dar de cara com a mulher-gorila, evito o jogo de espelhos. Não me arrisco no desconhecido e prefiro o chão batido. Sempre há a esperança do nascer de uma flor. É da minha natureza acreditar.

Então, não me pergunte o que estou sentindo. Não me peça para revelar o que em mim está guardado. As virtudes são minhas, os defeitos são meus e os pecados eu pago depois. As gavetas já foram arrumadas, as paredes mudaram de cor e o jardim... este, está mais colorido – as flores são outras.

E agora, exatamente agora, termino o texto ouvindo fósforo queimado deitado na rede da minha varanda.


6 comentários:

✿ chica disse...

Intensas, profundas e tão lindas palavras e deu para imaginar um cenário...abraços, tudo de bom,chica

Ivone disse...

Querido amigo aqui de volta com prazer em te ler, sua alma aqui exposta, sim, a alma do poeta é assim, sente e diz em palavras que somente quem ama, quem sofre desenganos, quem vive, pois viver é mesmo assim, nunca se pode entregar a alma, poetar sim, mas se entregar, jamais!
A Vida tem disso, as pessoas se enganam e enganam, acreditam e desacreditam, amei o final, "...As gavetas já foram arrumadas, as paredes mudaram de cor e o jardim... este, está mais colorido – as flores são outras.

E agora, exatamente agora, termino o texto ouvindo fósforo queimado deitado na rede da minha varanda."
Demais, muito bom, partir para a abertura do coração para novas ilusões!!!
Abraços bem apertados agradecendo o carinho da visita e comentário lá no meu espaço!

brisonmattos disse...

é isso, muda o disco, plante outro jardim, escreva outras estórias porque a vida segue e quem para no tempo é burro.
Mas também não venha me perguntar como me sinto, ok?
Texto muito bom.

Vera Lúcia disse...


Olá Paulo,

Continua arrasando com as suas prosas.
"Quando se olha para trás, perde-se o que está vindo". - Uma excelente colocação! Nada mais verdadeiro.
Outra frase que gostei: "Revisito somente o que em mim deixou claridade."
Ilusão faz parte. Parece até que gostamos de nos iludir. Duro é a constatação de que nada foi real, sincero ou correspondido.
Sempre haverá novas flores quando se prepara o jardim para recebê-las.

Foi um prazer revê-lo.

Ótima semana!

Abraço.

sandra mayworm disse...

De tudo ficou: "É da minha natureza, acreditar."
Seja bem-vindo sempre, amigo!
Abraços.

Um Toque de Afeto disse...

"O espelho jamais revelará a alma"
Lindo isso, autêntico, porém, dolorido pela ilusão que nós criamos com a mente diante da imagem que atrai, e mergulhamos em mar negro. Felizmente a própria vida nos fornece ferramentas para sarar, regenerando o estrago e fortalecendo a própria alma, que não desiste (nunca!) dos desencantos, afinal viver é seguir em frente sempre, porque adiante, o que é bom nos espera!

GratidãoSempre e ForteAbraço Amigo!