Em cores





Visto-me de rosa na esperança de alegrar o frio. Acho engraçado como o preto e o cinza predominam nesta época do ano. Ao entrar na sala da Direção, não me contive e fui logo perguntando:
- Alguém morreu?
Todas as viúvas presentes soltaram suas gargalhadas estridentes. Exceto uma que exclamou baixinho:
- Palhaço!
Saí da sala rindo por dentro e com esperança de um futuro mais colorido.
Ando olhando para os lados e para cima à procura de flores e passarinhos.  Não tenho paciência, nem compaixão com quem apaga o colorido existente, mesmo que temporariamente.
Manhã sem passarinhos cantando e sem cheiro de flor é manhã sem cor em meu quintal.  Acordei com uma manhã pálida e fria; sem a claridade dourada provocada pelo sol. Estava tudo nublado – um mau-humor matinal. Tentei resolver a palidez diurna chamando-a para clarear a minha retina. E o dia se transformou em cores e risos.
Há aquelas que não percebem a mudança e continuam com a mortalha invernal.
Ela era monocromática. Segundo ela, o preto lhe caía bem. Aos meus olhos, era um disfarce inútil revelado ao se despir. Era mais bela e verdadeira nas cores renascidas pela lua que invadia o meu quarto.
O amor não faz dieta e muito menos é monocromático. O amor é um prato colorido, com sabores e aromas diversos. Ele alimenta o corpo e faz bem pra alma.
Visto-me de rosa para alegrar o inverno e ser, inevitavelmente, gozado pelos colegas do trabalho.
Respondo rindo as suas gozações com uma única palavra:
- Machistas!
Hoje, amanheceu cinza e pesado. Abri a gaveta e lá estava uma blusa polo novinha esperando para alegrar o meu dia.
Quando ela chegou foi logo me dizendo:
- Adoro vê-lo de rosa!
Pensei baixinho:
- Que bom não ter escolhido a azul.

Paulo Francisco


7 comentários:

Nelma Ladeira disse...

Boa tarde Paulo.
Eu adoro vestir preto,mas não sou monocromática.O meu filho usa uma blusa cor de rosa,e fica lindo!
Agora quanto o amor;Com certeza não existe dieta!Quem ama sabe.
Lindo texto.
Beijinhos.

Vanuza Pantaleão disse...

Mas que "tentativa boba" de falar do amor! Gostou da "revanche" Paulo Francisco? [risos]
Pois saiba que adoro cores escuras no inverno e sinto-me muito bem de preto, marrom e cinza, essa última então é a cor do meu signo, hahaha.
Escuta aqui, menino, já ouviu aquela famosa máxima da cultura popular que diz, "ai do mundo se todos só gostassem do amarelo?"
Sabia que bem lá fundo desse otimismo exaltado pode existir uma tristeza profunda?
Tchau, seu bobinho!!!

Ani Braga disse...

Oi Paulo querido

Adoro homens que não tem preconceito de cores...


Beijos
Ani

Ivone disse...

Paulo Francisco, amei ler aqui, adoro cores, alegria da vida, os homens estão usando cor de rosa numa boa, as vitrines de roupas masculinas estão repletas dessa cor, achei o máximo, bom isso, cores enfeitam as nossas vidas, alegram, bem isso!
Abraços e já estou com saudade do canto do sabiá anunciando a primavera, logo eles estarão com tudo, eu na espera!

Milene Lima disse...

Achei lindinha demais essa sua intenção de alegrar o frio, sempre tão sisudo. Aposto que ele até sorriu.

Acho bonito homem vestido de camisa rosa.

Olha só, estou num novo canto agora. Se você aparecer, vou gostar que só.

Abraços!
Milene.

http://outraletra.blogspot.com.br/

lis disse...

Gosto das cores mas me pego sempre comprando branco,seja roupa ou objetos. É aquele que 'nao tem erro' rs
Gosto da crônica Paulo e das 'manhãs pálidas' aí da serra.
abraço

Luísa Q. disse...

Olá Paulo, Bom dia!
Estou vindo através do blog da Rô, gostei do que li e por isto já estou me instalando para voltar mais vezes!!!
Não tem nada mais charmoso que um homem de rosa... se a maioria soubesse o quanto ficam lindos, usariam mais vezes!!!
Muita paz e luz!!!
Abraço.