Secretamente sim

¨ Me Leva com você¨.

Ao ler o poema dela senti uma vontade imensa de responder. Mas não podia naquele exato momento expor os meus sentimentos – estava poluído. Sim, estava poluído de outras ideias e não queria que tais pensamentos interferissem no meu pensar.

Ao ler o seu poema, senti o desejo de estar bem juntinho dela, de seguir com ela em pensamentos coloridos; sorrir com os olhos, dizer baixinho em sua orelha palavras de amor.

Sim, senti uma tremenda vontade de responder aquele poema - responder de mansinho; seguir de mãos dadas em caminhos naturais de pedras. Passear em ruas de janelas e portas coloridas. Ah! Mergulhei em suas palavras e agarrei-me em seus pensamentos. Desejei tê-la, tê-la como o pássaro tem o céu; tê-la como os peixes têm o mar; tê-la só pra mim.

Quando li o seu poema, eu sorri. Sorri com os olhos. Abracei seu coração bem apertado. Vi a lua crescendo em cores, o mar em furta-cor, o céu azul carregado de estrelas. O ar, o ar me tocava da mesma forma que a tocava: man-sa-men-te.

Sim, caminhei em ruas de pedras, becos e esquinas pensando nela.

Sim, segurei sua mão e a levei para meu coração.

Sim, repeti baixinho suas palavras de amor.

Sim, gritei em seu silêncio e escorri pelas suas veias.

Sim, carreguei em meus braços e a trouxe para mim.

Quando eu a li, viajei no imaginário; viajei na poesia da alma; viajei em barco a vela. Caminhei em estradas floridas e mergulhei em águas frescas.

Tem poema que nos invade de maneira avassaladora. Tem poema que nos transporta para um mundo virtual e tão real. Tem poema que nos faz acreditar que foi escrito exclusivamente pra nós. Tem poema que nos acaricia com beijos. Tem poema que nos cobre em cores e grita o nosso nome ao mundo.

¨Me leva com você¨.

Ao ler o seu poema senti uma vontade imensa de dizer a ela:

- Sim, venha comigo, que eu te darei todas as cores e gritarei seu nome ao universo.

Leve-me também com você!



Paulo Francisco



6 comentários:

nelma ladeira disse...

Oi Paulo,lindo muito lindo!!
O mundo virtual nos faz viajar.
Parece que os poemas foram feitos especialmente para nós...
Igual a este que você acabou de postar.
Tudo que escrevo é verdadeiro,e tem um dono!Sim um homem muito especial para minha vida!Eu seria a mulher mais feliz do mundo se ele escrevesse isso para mim:- Sim, venha comigo, que eu te darei todas as cores e gritarei seu nome ao universo.
Parabéns amei,beijinhos.

Paula Barros disse...

Sim, tem poemas, tem escritos, que a gente entra neles, eles entram na gente, e nos envolvem, e seguimos com sensações boas, sonhando, imaginando, escrevendo.
E a gente acha que pode viver tudo aquilo que está escrito, a gente quer viver.
São sensações boas e sensações que confundem. Mas o bom mesmo é poder sonhar, e quem sabe um dia realizar, se não com quem escreveu, mas que possa ser vivido.

(Você pelo jeito entrou de forma muito linda no poema, desejo que você viva momentos assim.)

Van disse...

Ai Ai como eu conheço este sentimento, mas nunca fui capaz de descrevê-lo tão bem como você o fez. Você é um mestre, Paulo!

Desejo um Feliz Natal a você e aos que você ama.

Beijos

:.tossan© disse...

Belíssimo! Vejo muita semelhança como o que Paula escreve e talvez eu esteja enganado. Muito! Feliz Natal. Abraço

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Um momento poético de grande beleza.
Gostei de ler e senti também correr-me nas veias esse desejo de dizer ao meu amor:
- Leve-me também com você!

frô disse...

Tortura, esse poema! Tortura qualquer poetiza ue já se atreveu a escrever um poema com destinatário! Queria uma resposta dessas!