Incompreensível


Imagem relacionada



O que fez para eu sentir tanta saudade assim? Às vezes me pego distraído, olhando para o teto à procura de seu rosto. Permaneço no escuro, mergulhado no silêncio, tentando ouvir o seu sorriso. Somos tão diferentes em tantas coisas... Enquanto se joga no seu querer, guardo o meu dentro da timidez. Talvez tenha medo de ter um ombro como o seu para acolher-me e depois, por qualquer motivo, encontrar-me no vazio. Não seria a primeira vez tamanha decepção. O sofredor sabe o que acorda sua dor.

Mas mesmo assim, ainda quero um amor maior que o dos poetas. Viver intensamente por mais que seja efêmero. Fazer o que se a carência transborda e torna-se rio? Navego em mim espalhando para longe a tormenta deixada por tantas. Quero sim, um amor grande, daqueles que só percebemos quando não dá mais para fugir. Asas podadas para um caminhar seguro.

A luz seria menos clara se não fosse você. Os meus olhos descansam em sonhos quando têm os seus como guia em noites sem lua. Sou e acho que sempre serei um menino equilibrando o seu corpo sobre muros velhos e craquelados. Ladrão de frutos alheios. Vapor dissipado para não ser encontrado. Ave volátil que migra à procura de novos ninhos. Confuso? Ambíguo? Contraditório? Talvez... Nunca me achei perfeito. O meu espelho deixou de ter aço há tempo. Prefiro olhar-me através de outras retinas – torno-me verdade e amor.

Hoje, aprisiono-me em pensamentos. Guardo o meu desejo na alma. Quem sabe um dia, tudo isso acabe e eu volte a flutuar? Que o fim esteja longe e eu encontre, nesse ínterim, outros caminhos para voar na direção do meu querer. Estou carente de ar; carente de amor; carente de você. Quero voltar a sonhar-te, mesmo que seja no calor do meio dia. E que a dor futura valha a pena depois da efemeridade do amor vivido.

Não quero permanecer tanto tempo no escuro, tenho medo de nunca mais enxergar.





4 comentários:

Thiago disse...

Parabéns, Paulo! Muito bom!

Vanise Macedo disse...

Gostei, mas foi um dos preferidos...

brisonmattos disse...

Que você encontre um amor verdadeiro...Enfim.

Nelma Ladeira disse...

Nem tudo que desejamos podemos ter...Mas as vezes só depende de nós!
Parabéns Paulo muito lindo.
Bom dia.