Fase negra



Totalmente perdida, a Lua, quase nua, passeia de mão em mão. Abandonada e ferida mostra uma falsa alegria, procurando um recomeço.
Um dia prateada, outro dia dourada, e mesmo assim, continua a procurar.
Inveja as estrelas, que brilham mesmo depois de mortas. E, ela viva, redonda e cheia mingua de desgosto.
Totalmente perdida e abandonada continua passeando de mão em mão...
Quem sabe, coitada! Em uma dessas paradas, ela encontra a mão de um verdadeiro amor.



Paulo Francisco

Nenhum comentário: